terça-feira, 16 de agosto de 2011

O monstro que eu não quero ser.

Gente, ou estou sofrendo de velhice/caduquice precoce ou de sem vergonhisse aguda. Mas o fato é que, hoje pela manhã simplesmente esqueci que estava de dieta. Ou talvez tenha apenas ignorado de forma subinconsciente. Foram duas fatias de pão e alguma coisinha entre elas, nada de mais na verdade, apenas uma tonelada de recheio, incluindo dois tipos diferentes de gordura. Redundante e idiota. De qualquer forma, foi apenas quando acabei de comer e senti a barriga pesada que me lembrei que havia me comprometido a manter ela leve. Não preciso contar que perdi, momentaneamente, a vontade de viver depois dessa, mas tomei uma decisão. Redesenhei minha geladeira. Não sei se alguém se lembra, mas já tinha feito isso antes, desenhado uma figura extremamente gorda na porta pra, sempre que eu me aproximasse dela, me lembrasse de que era para virar as costas e sair correndo.

Na verdade, acabei me atrasando, e muito para o trabalho com minha atividade complementar matinal, mas valeu a pena. Digamos que adquiri uma paz de espírito enquanto retirava os imãs de geladeira das pizzarias, que prendiam os cardápios tanto de pizzas quanto de vários outros tipos de comida, jogava-os em uma panela, despejava o álcool e riscava o fósforo. Tá certo que, por alguns instantes, me apavorei com as chamas porque achei que acabaria botando fogo na casa toda, o que não era o plano. Mas, tirando a fumaceira que ficou na cozinha (puta erro de cálculo, diga-se de passagem) deu tudo certo.

É claro que não tinha uma caneta de escrever em cd em casa e tive que dar um pulo na papelaria, atividade que fiz a pé e acabou me gerando uma quantidade extra absurda de fome, mas me contive bravamente e depois de uma leve estapeada em minha boca pra fazer com que permanecesse fechada, me concentrei no desenho. Acho que ficou bom. Tá, na verdade, ficou bem feio, afinal de contas, desenhar bem não é uma de minhas qualidades mas, de certa forma, feiúra era o que eu procurava, então, meio que deu certo. O importante é que ficou uma criatura bem gorda, um monstro que eu não quero ser!! Qualquer hora tiro uma foto e posto aqui. Agora, me dêem licença que eu vou ficar olhando para o relógio e contando as voltas do ponteiro até a hora do lanche.

6 comentários:

  1. Monstrinho, adsoro você.
    ME

    ResponderExcluir
  2. sei perfeitamente como se sente, te dou maior força até mais

    ResponderExcluir
  3. queria tantoo a foto!!

    ResponderExcluir
  4. Hey, fique pesquisando sobre o gluten e obesidade! Voce vai ficar surpresa de perder
    muito peso sem sofrer fazendo dieta. Eu diminui 4 tamanhos somente omitindo o
    gluten (trigo, centeio, cevada e aveia). Cuidado...gluten esta' em quase todos os
    alimentos processados!!!!
    Deu super certo pra mim e milhares de pessoas. Finalmente acabamos descobrindo a causa da gordura abdominal - nao digerimos certas coisas e fica onde???? Na barriga, no
    intestino, e' claro!!!!!
    Boa sorte

    ResponderExcluir